Acabou o caô! A cerva nos estádios foi liberada ontem!

Amigos corais, estava meditando agora de manhã para escrever o texto sobre o ano glorioso de título estadual + acesso + mudanças importantes na gestão do clube + outras emoções aleatórias, quando recebi uma mensagem do meu cunhado Pedoca:
“Cervejinha liberada nos estádios. Iurrruuuu!!!
Encerrei a meditação, liguei o computador e fui buscar as notícias.
É verdade.
Ontem (24), um pequeno milagre aconteceu. O deputado estadual Antônio Moraes reapresentou a PL 107-2015, projeto que libera a comercialização de bebidas alcoólicas em jogos de futebol nos estádios de futebol de Pernambuco e pasmem! – foi aprovada por 18 x 13.
A bancada evangélica tentou se articular para derrubar o Projeto, mas não conseguiu.
Então me lembrei da palavra “Caô”, que a massa coral vem cantando a plenos pulmões, em homenagem ao nosso Grafite:
“Acabou o caô, o Grafite voltou, o Grafite voltou”
Ou seja: Acabou a mentira, enganação, conversa fiada, enrolação.
Já entrevistei este deputado, que sempre lamentou não ter tido o apoio declarado dos clubes nem da Federação Pernambucana de Futebol para ser aprovado. Depois de um tempo, ele retirou o projeto da pauta.
Também escrevi sobre isso, aqui no Blog.
Nunca aceitei (nem entendi) essa idiotice de banir a reles, essencial e fundamental cerva no estádio. “Ela aumenta a violência”, é o que alardeiam os defensores, cheios de caô, sem nenhum dado, nada que confirme a tese do suposto aumento.
Me pergunto se mudou alguma coisa, desde que a loira gelada foi proibida, desde 2009. Na verdade, só piorou. Todo mundo que conheço (inclusive eu), passou a beber de forma voraz e exagerada, fora do estádio, porque sabe que serão duas horas de secura. Fora a venda clandestina de bebidas diversas, que tem em todo estádio.
Os amigos da Sanfona Coral avisaram que só voltariam quando liberassem a cerveja.
“Rapaz, não dá para ficar numa lua daquela, tocando durante duas horas na arquibancada, sem poder tomar uma cervejinha gelada”, já me confessou o zabumbeiro e cronista deste Blog, senhor Gerrá Lima. Xiló, o sanfoneiro, é cheio de pantim, mas nesse ponto, ele está certo.
Outros estados já liberaram: Bahia, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Goiás e Rio de Janeiro.
Quer dizer que há brasileiros que podem beber em alguns estádios, mas em outros, são tratados como meninos que não sabem se comportar. Isso é bem ridículo.
Mas não se animem muito para sábado. Os trâmites legais duram uns 15 dias, e só mesmo no Pernambucano de 2016.
Breve, escutaremos aquela frase linda, repetida entre um lance e outro:
“Cerveja, Coca e água!”
E a Sanfona Coral puxando o famoso “la, laralaia loraraia… Santa!”
Ah, o governador Paulo Câmara, que é torcedor do Santa, tem o poder de veto. Mas ele deve ter bom senso de sobra neste ponto. No mínimo, algum assessor importante que diga:
“Governador, se o senhor vetar esta lei, vai prejudicar imensamente o próprio Santinha”.

Autor: Samarone Lima

Compartilhe esta publicação

96 Comentários

  1. O ano vai terminar com excelentes avanços e noticias para o Santinha e o futebol de Pernambuco, não tem sentido algum essa proibição, claramente feita por ideias de pessoas que desconhecem o futebol e a realidade dos estádios em nosso estádio, gente que não tem noção do futebol e das coisas que se relacionam com ele, acho inclusive que essa insanidade demorou demais pra cair. Que 2016 comece bem e a cerveja no estádio vai ajudar nesse processo, já basta da violência e de todo lixo que envolve o futebol, a cerveja vai aliviar um pouco e trazer conforto para o torcedor que curte tomar cerveja.

    Publicar uma Resposta
  2. UFA !!!! ENFIM……….

    Sábado casa cheia, mesmo tendo a “diminuição” do ARRUDÃO PELO MPPE.

    Ô LAPA !!!!

    Publicar uma Resposta
  3. Aumento de receitas a vista para nosso Santinha, mais uma porta que se abre para entrar dinheiro nesse importante ano que se aproxima, o ano da afirmação.

    Não consumo bebidas alcoólicas há 14 anos, mas nunca concordei com essa proibição, afinal vetar que o cidadão de bem que vai ao estádio, acompanhar os jogos de seu clube, bater um papo com os amigos de tomar sua cerveja é uma incoerência sem tamanho.

    Existem outras formas de combater a violência no futebol e com certeza proibir a cerveja nos estádios NÃO é uma delas.

    Publicar uma Resposta
  4. É uma boa notícia mesmo, vai trazer vantagens financeiras para o Santa, além de ser a correção de uma lei que nada trouxe de bom realmente.

    Publicar uma Resposta
  5. Não vai precisar de uma segunda votação para ser aprovada em definitivo?

    Publicar uma Resposta
    • VAI SIM E EU Q, INCLUSIVE, COSTUMO TOMAR TODAS NAS “CERCANIAS”DO ARRUDA,

      único estádio q frequento aqui em PE (afora,eventualmente, a Arena/PE, em dias de jogos do SCFC, tenho um pto de vista:

      ACHO Q NAO DEVERIA HAVER venda de bebida no Estádio, em dia de Clássicos LOCAL. Leia-se: Envolvendo Santa Cruz, coisa e barbis pois, foi por causa de bebidas nos estádios q, até hj, o filho do meu amigo Dirceu Paiva leva uma vida vegetativa, após ser covardemente agredido por torcedor da coisa, em nossas de pendências.

      Fora isso q se venda até estriquinina, em qq jg.

      SaudaSanta

      Publicar uma Resposta
      • Arnildo, porque vc diz que foi por causa de bebidas alcoólicas?
        Esses baderneiros não precisam disto não…

        Publicar uma Resposta
  6. Ainda estou festejando o acesso e sei de uma noticia dessa.
    Posso estar enganado, mas as perspectivas com essa liberação de cerveja são ótimas pra no Santa Cruz. Quem sabe a Itaipava não se interessa em ajeitar nosso estádio e deixar a Arena para lá?
    Ano que vem, estaremos no estadual, copa do NE, copa do Brasil e série A. Duvido que aquela Arena tenha mais público do que o Arruda.

    Publicar uma Resposta
  7. Vamos fazer a campanha para o jogo de sábado
    Muito torcedor não sabe da importância para o santa cruz além do suporte financeiro para o clube pode nos levar a sulamericana e na cota da TV conta colocação colocação para pegar uma grana melhor

    Todos juntos rumo a sulamericana

    Publicar uma Resposta
  8. Tem uma cláusula na divisão de cota da TV que conta torcida e colocação do clubes
    Para 2016

    Publicar uma Resposta
  9. Falam tanto dos preços na Arena Matagal e esquecem que os do Arruda é uma piada. Uma garrafinha de água por 4 (as vezes 5 conto…)

    Só espero que a cerveja venha com um preço justo e bom para ambas as partes.
    Sugeriria a lata por 4 ou 5 e o latão por 5 ou 6.

    Ah, e a água, por 3.

    Saudações Corais

    Publicar uma Resposta
  10. É uma pena que a cerva não esteja liberada já no sábado (só em 2016), vou ter que tomar umas 23 antes de entrar e depois ficar na seca até o final do jogo.
    Parabéns novamente pelo acesso a todos.

    Publicar uma Resposta
  11. Essa bancada evangélica quer ser até mais que Cristo. Proíbem até o vinho no casamento. Bando de hipócritas!

    Publicar uma Resposta
  12. Amigos, acho que esse assunto merece uma discussão:

    http://www.srgoool.com.br/Noticia/Santa-Cruz-perde-publico-a-medida-que-conquista-acessos-no-Brasileirao

    Eu vi comentários sobre a questão da torcida no post passado, e acredito que a presença e participação da torcida é um dos principais fatores para o Santa fazer uma boa campanha na série A.
    É fato que a presença da torcida esse ano ficou aquém do esperado, e isso se deve a vários fatores: crise econômica, desempenho ruim da equipe em parte da competição, horários e dias ruins de jogos (algo comum na série B) e principalmente fim do Todos com a Nota. Acho que se criou uma dependência ao programa e que só vai ser superada com o tempo. Enfim, apesar de tudo não adianta falar que a torcida não corresponde, lamentar e reclamar da presença do público não resolver o problema, só vai criar a sensação de que apenas parte da torcida segue com o clube, o que sinceramente, não vai trazer nada de bom.

    Como resolver isso? A diretoria vem tomando algumas atitudes para achar soluções, a utilização do Dotz, venda de ingressos descentralizada, a tentativa de movimentar a sede em dias de jogos, como a utilização daqueles food trucks, por exemplo, tudo isso é muito válido, mas é preciso continuar buscando outras alternativas.

    Na minha visão uma maneira de trazer mais público é ter um time confiável, que jogue sempre organizado e com empenho, não precisa ser time excelente tecnicamente(até porque não temos dinheiro para isso), mas ao menos tem que ter uma filosofia de se impor em casa e encarar qualquer adversário fazendo um jogo digno(semelhante ao que agente fez em boa parte da série B esse ano, só que contra adversários melhores).

    Acho que tudo isso vai depender do trabalho da diretoria, a escolha da comissão técnica(que pode ser Martelotte mesmo, mas se não for ele que seja um técnico COMPETENTE, não adianta ter o discurso de que vai manter treinador se for um treinador fraco como Ricardinho), contratar com cuidado para evitar muitos erros e manter os salários em dia.

    Existem outras ações que podem melhorar o clube e trazer a torcida para junto, é bom estar sempre ligados em exemplos do futebol.

    Um que me chamou a atenção e já ouvi destaque de vários jornalistas diferentes é a Chapecoense, que acredito ser hoje o melhor em que o Santa pode se inspirar, vai disputar o terceiro ano consecutivo da série A, não tem grandes recursos, recebe a cota mais baixa na série A e ainda sim se mantém mais estabilizada do que muitos clubes grandes, como?

    Primeiro, a Chapecoense, junto com a participação da torcida tem feito valer o fator casa, consegue se impor como mandante e já obteve vários resultados expressivos(o 5×1 em cima do Palmeiras, por exemplo).
    Segundo, tem um time que funciona coletivamente, assim jogadores passam a render até acima do que renderiam normalmente.
    Terceiro, não tem um time cheio de medalhões, e busca jogadores mais baratos como Tiago Costa(Dedé, volante, também esteve lá), que acho até que o Santa tem bvaiuscado fazer isso também, é só ver os exemplos de Daniel Costa, Luizinho, etc.
    A Chapecoense embora mais sanada de dívidas do que o Santa, tem numericamente menos torcida, então, não tem nada que agente não possa fazer.

    Vai ser preciso um grande esforço para não “bater e voltar” ano que vem, principalmente com esse abismo financeiro que cresce cada vez mais, é preciso motivar a torcida a abraçar Clube, senão será uma missão “quase” impossível.

    Publicar uma Resposta
    • Essa discussão é importante.
      Eu não consigo ver o fim do Todos com a Nota como o principal fator de queda de público. Acredito que o fato de haver mais jogos na série B do que na C e D, e o horário muito ruim sejam os principais fatores.
      Ouvi também de alguns tricolores que o lance da privada jogada do Arruda deu uma morgada, deixando a violência dos jogos mais evidente.

      Publicar uma Resposta
    • na comparação com a Chapecoense( que vem fazendo um ótimo trabalho) tem que levar em consideração os fatores socioeconômicos da cidade de chapecó!

      Lá rola muito dinheiro do agronegócio, inclusive o PIB per capita de lá é maior que de Recife. Além do fato de levar o nome da cidade ter muito apoio financeiro da prefeitura e de boas empresas sediadas nauqela bandas.

      E pra finalizar o patrocinador master da Chape, não sei se ainda é, é a CAIXA.

      Publicar uma Resposta
      • Lembro de ter lido sobre esse injeção de dinheiro de investidores na Chapecoense, algo parecido com os clubes do interior daqui que recebem incentivo da própria cidade, até como divulgação(embora em uma escala maior).
        O Santa tem algumas vantagens em comparação a Chape(torcida, tradição) de qualquer forma, existem alguns pontos vindos a Chapecoense que podem ser tomados como inspiração.

        Publicar uma Resposta
  13. Rodolpho e demais, o exemplo da Chapecoense é válido, mas precisa ser pensado. Não sabemos como é o GRAMADO da Arena Condá. Isso mesmo que eu escrevi: GRAMADO, fora a pressão por ser um estádio acanhado.

    Na hora fui pesquisar a barbie, quando ficou 3 anos na A. Todos reclamavam do gramado dos aflitos, que a grama era alta, etc. ERA MESMO. O clube deixou de proposito a fim de nivelar (por baixo) os adversários, e assim, conseguir vantagem.

    Sabem qtos jogos a barbie ganhou dos 19 NA SÉRIE A num ano desse? CATORZE, OU QUATORZE, OU 14!!!!!!! 42 PONTOS!!!! Praticamente a permanência!!!!

    Não digo que o Santa deve fazer isso, mas é algo a se pensar…

    E sobre a cerveja, inventei o grito:

    ACABOU O CAÔ! A CERVEJA VOLTOU! A CERVEJA VOLTOU!

    Saudações Corais.

    Publicar uma Resposta
    • Lembro bem dessa história do gramado mais alto, acho que isso tem cada vez menos espaço, principalmente porque as arenas tornaram os campos bem parecidos.
      O Arruda não tenha uma grama alta, mas tem um campo diferente do padrão das arenas, embora acho que nesse caso depende mas da interação com a torcida e do “ambiente” criado no arruda.

      Publicar uma Resposta
    • Muito interessante sua observação Ricardo. Inclusive eu lembro de ter lido uma entrevista com um antigo ídolo do Santa, creio que da década de 70 (não lembro agora o nome) em que ele fala que a grama do Arruda era alta e assim os visitantes, que não estavam acostumados, cansavam no segundo tempo, daí o Santa dominava. É uma boa ideia para ser estudada pela comissão técnica.

      Publicar uma Resposta
  14. Vou replicar aqui o último comentário do post anterior, feito pelo Coral e que, eu mesmo não sabia que funcionava deste jeito!

    LEMBRETE: o que vale na timemania é o número de apostas e não o valor. Então 5 apostas de R$2,00 contam 5, e 1 aposta de R$10,00 só conta UMA. SE LIGUEM!

    Publicar uma Resposta
  15. Ainda não tá nada definido na liberação das bebidas.

    Mas enso parecido com Arnildo no que se refere ao consumo de bebidas nos estádios!

    De forma financeira para o clube provavlemente vai abrir novas frentes de investimentos com patrocinadores, e claro pra torcida tricolor que assim como eu gosta de tomar seus gorós na paz e curtição.

    E acredito até que na questão do acesso ao estádio vai beneficiar pois não vai ser aquela algazarra de gente pra entrar nos minutos antes da partida porque está tomando as saideiras, já que poderia tomar lá dentro.

    Agora como bem disse Arnildo, tem o outro lado, o lado de quem INFELIZMENTE se aproveita de estar embriagado pra cometer vandalismo e todo tipo de atrociddes.

    Devido a isso, acredito que nos clássicos e jogos com rivalidade grande com outras a cada caso acredito queo mais prudente seria nesses jogos não vender.

    Falavam muito que na época da copa do mundo veindaim e não teve maiores problemas mas tem que ver que ali não tinah confronto com torcidas de clubes, acho que a comparação não procede.

    E uma coisa eu que vou a campo a bastante tempo percebo, coincidencia ou não, após a proibição acabou-se aqueles episódios lamentáveis que de vez em quando aocntecia de brigas dentro das próprias torcidas. A galera não podia olhar com cara feia pra o outro que já era motivo ou então se xingou de forma mais incisiva o treinador ou algum jogador que o outro achou ruim, o pau já cantava…

    Costumo dizer para aqueles que não vai mais rpa jogo e falam da violência nos estádios que eu particularmente hoje em dia não percebo(em comparação com antigamente) a violencia entre torcedores DENTRO DOS ESTÁDIOS, a violencia tem E MUITA, infelizmente, é fora!

    E assim como tantos gostariamos, quando for jogos contra times do inteior, ocntra os Oestes, Boa esportes, goias, ponte pretas da vida, etc…tem mais é que liberar a gelada mesmo!!

    Publicar uma Resposta
    • Oestes e Boas Esportes já foi! (toc toc)
      Times do interior agora é Chapecoense, Santos…

      Publicar uma Resposta
  16. No pais onde você, pode mandar seu filho de 10 anos, comprar cerveja até no puteiro, essa proibição sempre foi mais uma hipocrisia desse pais.

    Publicar uma Resposta
  17. Sobre a redução de público já debatemos aqui várias vezes. São VÁRIOS fatores.

    Pedro levantou 2: a quantidade de jogos ser menor (e com caráter, EM TEORIA, menos decisivos) e o horário e dias SACANAS que a tv impôe.

    Isso falando do ano passado. E, para esse ano, a crise e o fim do TCN (que pra mim foi o pior de todos, mas eu queria que acabasse pq não curto PARASITISMO).

    Fora as campanhas que foram ambas irregulares.

    Enfim, espero que a torcida (falo A MASSA, não nós frequentadores desse espaço), que ABRACEM A CAUSA, tornem-se sócios. Todo mundo reclama de time, quer ver o time vencer, mas não dá uma ajuda.

    E pra vocês verem como não gosto de peruas e a cada dia gosto menos das tais “redes sociais”, alguns santacruzenses escrevem m…. nesses locais. Mentem de forma espontânea ou não. Puseram anteontem que havia vendido mais de 30 mil ingressos. Procurei na net e nada… hoje um amigo me enviou o áudio da parte da resenha que fala do Santa: 17 mil ingressos. E contando com a parcial DE HOJE.

    Não devemos nos emprenhar às vezes por fontes “confiáveis” da mídia, quiça dessas “redes sociais”.

    Saudações Corais

    PS: esses 17 mil mostram que “A torcida mais apaixonada do Brasil” não está tão apaixonada assim…

    Publicar uma Resposta
    • Tenho a mesma opinião em relação ao Todos com a nota, acho que a longo prazo vai ser bom ter acabado.

      Publicar uma Resposta
    • Que merda! Tinha visto essa parcial de 30 mil e acreditei. Mas amanhã estarei lá, direto de Fortaleza, ganhando o vice-campeonato, se Deus quiser!

      Publicar uma Resposta
  18. Respeito a opinião de todos, em relação a liberação ou não das bebidas.

    Mas, não vamos criar um preconceito, sobre os evangélicos, pois, creio que também temos, pessoas de outros credos, que também não aprovam o consumo de bebidas alcoólicas, pois, estamos falando de uma droga “licita”, onde tem o domínio sobre o homem.

    1 Corintios 6:12
    “Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine.

    Resumindo:
    “Tudo é licito, mas, nem tudo me convém”

    Vale ressaltar, que não quero discutir religião, pois, sou Cristão, respeito todos, mas, não abro mão dos princípios e valores da palavra de Deus.

    Deus abençoe à todos!!!!!!!

    Publicar uma Resposta
    • Caro Tricolor Geraílton, jamais seria uma questão de preconceito ou discriminação com evangélicos nem ninguém de credo nenhum.
      O que, eu pelo menos, questiono, é a intromissão pública e declarada da bancada evangélica neste assunto de bebidas e violência dentro de estádios, assunto em que ela não têm nada a ver.
      Nunca me intrometo na vida de ninguém, muito menos usando de falsos argumentos para impor esta intromissão. E eles estão fazendo exatamente isto, usando de seu poder político dentro da sociedade.
      Por favor não confunda isto com preconceito, porque é só uma defesa do preciosíssimo livre arbítrio.
      Saudações.

      Publicar uma Resposta
    • E Cristo transformou água em vinho.
      Noé depois de salvar a humanidade do dilúvio se embebedou com vinho (merecidamente).
      Era um homem sábio o inventor da cerveja, disse Platão.

      Publicar uma Resposta
  19. Sera que agora vai ?
    http://www.pefutebolclubes.com/…/acesso-pode-ajudar-o-santa…

    Não é de agora que os dirigentes do Santa Cruz se mostram insatisfeitos com as ações de marketing da Penalty, fornecedora de material esportivo do clube. Cartolas corais inclusive já negociaram para mudar de marca. Com o acesso à Série A sacramentado, o vice-presidente do clube, Constantino Junior não esconde que aumenta a possibilidade de fazer a troca justamente pela visibilidade da elite do futebol brasileiro.

    Publicar uma Resposta
  20. Muita coisa explica, mas nenhuma justifica a pequena presença de nossa torcida. Já falei aqui mil vezes. Não dá pra colocar 30 mil todo jogo, até aí tudo bem. Mas nada justifica públicos de 8 mil no começo do campeonato (com o time vindo de um título) nem muito menos faltando 8 rodadas para o fim e o time em franca recuperação e ainda com chance (como no jogo do criciúma). No fim do campeonato é hora de chegar junto e ajudar ainda que a chance seja mínima.

    Para mim, dois são os motivos principais: maior quantidade de jogos (muitos não decisivos) e, principalmente, o fim do TCN, que há garantia 10 mil a mais e isso já bastaria para termos a maior média de público da série B e uma das maiores do Brasil.

    Mas, ainda assim, nada justifica menos de 15 mil num jogo do santa cruz, pois nossa torcida nunca foi de botar 8 mil em jogo de campeonato brasileiro.

    Pra mim, 15 mil é público ruim. Se nossos públicos baixos foram 15 mil e lotarmos o arruda em alguns jogos, como clássicos e jogos decisivos, teremos sempre uma média superior a 20 mil.

    Achei uma furada o aumento do preço praticado pela diretoria para esse jogo. Deveriam ter diminuído pois a torcida já mostrou que não aguenta pagar preços altos. Uma pessoa humilde não pode pagar 60 reais para ir a um jogo de futebol. Muito menos levar a esposa e o(s) filho (s). Fora passagem, lanche, água, etc. Isso está fora da realidade do povo pernambucano. Só não vê quem não quer.

    Esse mudinho de arena se sustenta na europa e aqui em SP, pois num lugar com mais de 20 milhões de habitantes e muito dinheiro, indústria e etc, sempre haverá ao menos 30 mil ricos para pagar 100 reais num ingresso. E 2 ou 3 vezes por mês!!

    A realidade do NE não é essa. Mal saímos da miséria. Vai demorar para chegar a esse patamar financeiro.

    Mas, não podemos esquecer que no jogo do criciúma houve promoção de ingressos com preços populares, mas nossa torcida não correspondeu. Eu fiquei decepcionado.

    Por fim, se é verdade que só vendemos 17 mil ingressos até agora (li isso por aqui, não tenho a informação), está muito pouco. O ceará já vendeu 22 mil…
    Corremos o risco de sofrer mais uma decepção com esse público de sábado.

    Publicar uma Resposta
    • Para não passar em branco, tb me preocupei com essa reunião para cobrar salários atrasados e prêmios. Isso já deveria estar previsto. Esse mal que há no nosso clube precisa acabar. não estou falando mal de alírio e nem mesmo de ALN. Os caras se viram, fazem da tripas coração para conseguir. Mas o dinheiro não dá. Algo precisa mudar. Espero que essa série A seja nossa salvação. Mas para isso, não me venha com 16 milhões quando osutros nordestinos ganham 35 outros times ganham 70, 100 e até 170 milhões !!!

      O décuplo!!?? Isso é uma vergonha, um acinte, uma agressão ao amor e à inteligência alheia.

      Publicar uma Resposta
    • Esses 60 reais ainda vão aumentar, a partir de sexta vai passar para 80 reais, ao menos a arquibancada superior e os sócios permanecem em 30 reais.

      Publicar uma Resposta
    • Aí é que está Sampa, è uma situação desesperadora mesmo, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come…
      Como é que vai pagar os caras?
      Eu achei que foi uma decisão acertada sim, estes preços, porque vc não sabe como a cidade está em polvorosa com esta classificação e, se temos uma última chance de fazer caixa, esta chance é agora.
      Se não der casa cheia, pelo menos vai dar um bom público e mesmo não sendo o ideal, mesmo deixando de fora muita gente que mereceria por demais estar dentro, morreu-se tentando.
      O certo é que o dinheiro tem que aparecer de alguma forma e algo tinha que ser tentado.
      Saudações!

      Publicar uma Resposta
  21. Era pra permanecer os preços de 15 na geral e 30 em baixo, eu mesmo não vou, pq eu nāo vou só,sempre frequentei a geral do Arruda onde na maioria são famílias que vão naquele setor, uma família de 5 pessoas já vai 150 conto só de ingressos,fora o consumo e passagem. Fui para vários jogos nessa serie B inclusive nessa reta final, para quem frequentou quase todos os jogos, esse aumento foi injusto.

    Publicar uma Resposta
  22. Fala-se muito na queda de público nos jogos deste ano, mas não se analisa os verdadeiros motivos, acredito que a qualidade do time no pernambucano, apesar de ganho, descrença na diretoria que saiu, assim como na que se iniciava, greves de transportes (jogo c?o ABC no Arruda) e chuvas nos dias de jogos, muito atrapalharam a presença de público, já agora no final do campeonato da série B é que se voltou ao ritmo. Quanto ao preço dos ingressos para o jogo do próximo sábado contra o Vitória, acho os valores coerentes com a necessidade do clube angariar recursos para pagar a premiação.
    BEBIDAS NOS ESTÁDIOS: DESDE CRIANCINHA QUE SE VENDIA E NUNCA VI UMA BADERNA, faz apenas 60 anos que comecei a frequentar estádios com oito anos de idade, hoje não se vende e ninguém pode sair de casa, muito menos ir a campo de futebol.

    Publicar uma Resposta
  23. Considerando ser esse um jogo festivo com o time já classificado pra A, sonho de todos nós, e por ser o ÚLTIMO jogo da temporada acredito que a torcida pode fazer um sacrifício maior e ir.

    Só lembrando em DEZEMBRO será o mês TODO sem jogos e consequentemente sem bilheteria!

    E final de ano é que as despesas aumentam com a PREMIAÇÃO DO ACESSO, 13°, renegociação dos contratos seja pra renovar seja pra dispensar, novas contratações… PRECISA DE MUITA RENDA!

    Agora esse negócio do MP reduzir a capacidade máxima provavelmente vai terminar caindo na conta do torcedor por a diretoria pra manter a rentabilidade do jogo, vai terminar aumentando o o valor médio do ingresso. Independente de que série estivéssemos.

    Espero que o MP reveja essa coisa da redução da capacidade do estádio ou então que se consiga algum tipo de compensação financeira em decorrência disso.

    Eu vou mesmo no sacrifício pois vou passar mais de um mês sem ver um jogo do Santa Cruz no Arruda e vai bater aquela saudade rss

    Publicar uma Resposta
  24. Isso aí Bruno e demais.

    Eu achei acertada a decisão da diretoria. Comentei posts atrás pra lançar um boleto na net para a torcida “pagar a premiação pelo acesso”. Acabaram colocando essa premiação no valor do ingresso.

    Se colocasse a R$ 20/40, não daria os 50 mil… então a diretoria pensou em ARRECADAR, independe da qtde de torcedores.

    Infelizmente boa parte da torcida só vai se o jogo estiver valendo alguma coisa. Parece absurdo, mas daria mais gente se estivéssemos precisando de resultado…

    Todas as torcidas são assim, umas mais, outras menos.

    Falei há uma semana com amigos (antes do jogo do Mogi) que acreditava em 30 mil pessoas. Talvez 35 mil chorado. Vai ficar nessa casa. Pelo menos a renda chega a R$ 1 milhão.

    Infelizmente alguns Santacruzenses que queriam ir ficarão de fora… tenho pena por esses.

    Saudações Corais.

    Publicar uma Resposta
    • Foi assim na final da série C 2013 contra o Sampaio, o público foi de pouco mais de 33.000, e olhe que valia o primeiro título nacional para o Santa, a turma parece que gosta de sofrer em jogo festivo sempre dá menos gente.

      Publicar uma Resposta
      • Pois é, se for pra ser campeão ou subir no sofrimento que seja vamos encarar. Mas eu, diferente de muitos pelo que eu vejo, prefiro muito mais ver meu time já na boa classificado, campeão, já começar o jogo gritando campeão ou primeira é muito bom!

        E outra coisa, esse jogo próximo não vai ser tão festivo assim. Vale vaga na SULA que seria nossa primeira participação numa competição internacional.

        Publicar uma Resposta
  25. LEMBRETE: o que vale na timemania é o número de apostas e não o valor, então 5 apostas de R$2,00 contam 5 e 1 aposta de R$10,00 só conta 1. SE LIGUEM!

    Publicar uma Resposta
  26. Se liga aí DIRETORIA (INÁCIO, LAÉRCIO, avisa aí ao pessoal), coloca um pessoal distribuindo volantes de timemania já marcados com o Santa Cruz como time do coração na sede de HOJE até o SÁBADO!

    OU ENTÂO faz uma promoção: Apresente duas timemania desta semana pagas (que seriam carimbadas para nserem reutilizadas) e tenha um desconto de R$x reais no ingresso (ex.: arquibancada inferior de 60 para 50, sócio de 30 para 25, etc).

    Publicar uma Resposta
  27. Alguém sabe explicar os motivos pelos quais o Santa Cruz não vai aderir ao Profut?
    Em uma declaração recente, o Presidente Alírio afirmou que o Santa tinha aderido ao último Refis (outro programa para renegociação de dívidas, não restrito do futebol) e já bastava. Qual a diferença entre os dois? O que o Santa e alguns poucos outros clubes que não aderiram ainda (ou já afirmaram que não vão aderir) enxergam de motivos para não aderir?

    Lembro que independente do modelo de programa de renegociação, o dinheiro do Timemania é fundamental para abater essas dívidas, por isso temos que ficar entre os 20 melhores.

    Publicar uma Resposta
  28. Olha o Vitória:

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vitoria/noticia/2015/11/sem-rhayner-vitoria-faz-segundo-rachao-da-semana-no-barradao.html

    Só se reapresentaram ontem, fizeram apenas rachões e provavelmente vêm com time misto. Não estão ‘nem aí’ para esse jogo! E ainda existe um movimento dentro da torcida do Vitória, para que o time entregue o jogo, pois não querem ser vice-campeões para sofrerem zoação dos rivais do Bahia (Vicetória). É jogo para ganhar! E ganhar bem!

    Publicar uma Resposta
  29. Estou bastante confiante para 2016. Sejam quais forem as nossas receitas, acredito que nosso clube vai dar uma guinada geral para melhor no próximo ano. Temos o presidente certo no momento certo.

    Publicar uma Resposta
  30. NAo existe órgao mais inútil que o Ministério Publico. Seja o daqui ou de qualquer lugar. De que adianta estabelecer um publico máximo se nao existe fiscalização mínima? So se preocupam com questoes midiáticas.

    Publicar uma Resposta
  31. Rogério Jr, a diretoria fez uma parceria com as Lojas Tropical, onde você pode dividir o valor dos ingressos no cartão de crédito. É uma excelente opção para quem está apertado no momento.

    Dezembro e Janeiro não tem jogos, dá uma aliviada. No início do NE, em 14/fev, você já teria pago… é uma ajuda…

    Nós torcedores esquecemos às vezes dessas opções. A diretoria não pode ficar lembrando sempre (custa R$ a propaganda…)

    Estou esperançoso para 2016, dá a guinada que disseram acima. Minha esperança é sintetizada na frase de Júlio Santiago:

    “Temos o presidente certo no momento certo.”

    Saudações Corais.

    Publicar uma Resposta
    • Pois é, o cartão de crédito é uma boa opção.

      Saudações corais!

      Publicar uma Resposta
  32. As médias de público dos times que subiram da D são estas aí e uma coisa (VTNC) me chamou a atenção.
    Ano passado, quando ainda tínhamos TCN, a média é só ligeiramente maior(!?!).
    É isto mesmo, não? O fim do TCN foi só este ano? Ou tô ficando caduco?
    A conferir:

    Chapecoense

    Série D 2009 (1.903)
    Série C 2010 (5.628)
    Série C 2011 (3.549)
    Série C 2012 (3.314)
    Série B 2013 (6.385)
    Série A 2014 (10.021)
    Série A 2015 (9.030)

    Joinville

    Série D 2010 (5.127)
    Série C 2011 (11.231)
    Série B 2012 (9.397)
    Série B 2013 (8.313)
    Série B 2014 (9.990)
    Série A 2015 (10.076)

    Santa Cruz

    Série D 2009 (36.249)
    Série D 2010 (30.243)
    Série D 2011 (36.916)
    Série C 2012 (24.155)
    Série C 2013 (26.578)
    Série B 2014 (13.373)
    Série B 2015 (12.160)

    Publicar uma Resposta
    • Nossa média caiu muito depois que fomos ‘eliminados’ diante do América/RN. Aqueles jogos finais puxaram a média para baixo. Em contrapartida, nossa média foi muito pequena no início do campeonato de 2015. Nosso péssimo começo também puxou a média para baixo.

      Saudações corais!

      Publicar uma Resposta
    • Júlio, a questão é: O TCN influencia tanto assim, no final das contas?

      Publicar uma Resposta
      • Acredito que sim. Nossa média de público foi caindo ao passar dos anos pela redução da nossa cota de ingressos do TCN ano após ano.

        Vajamos: na Série D de 2011, tínhamos 20.000 ingressos disponíveis no TCN. Na Série C 2012, foi reduzido para 15.000. Nossa média já caiu aí. Na Série C de 2013, passaram-se a ser 12.000. Média caiu novamente. Na Série B de 2014, foram entre 10.000 e 8.000. Caiu de novo. Em 2015, sem nada, a nossa média caiu ainda mais.

        Isto posto, acredito firmemente que a queda da média é proporcionalmente compatível com a redução gradativa da nossa cota de ingressos do Todos com a Nota.

        Como já expus aqui, não é só esse o fator responsável pela queda da média. São vários. Mas esse é o principal deles.

        Publicar uma Resposta
    • Hélio, em 2014 teve aquele caso da privada que resultou em dois jogos sem torcida, além do clima negativo gerado, acho que isso também influenciou na queda da média.

      Publicar uma Resposta
  33. o que mais influencia, hoje em dia, é a violência de casa para o estadio e do estadio para casa. é briga e assalto que só a gota.

    Publicar uma Resposta
  34. o televisionamento de todos os jogos também é um câncer.

    Publicar uma Resposta
    • Paciência, ainda não temos musculatura financeira para segurarmos nossos destaques, o que faz com que a diretoria de futebol tenha que errar o mínimo possível na montagem do elenco para o próximo ano.

      Publicar uma Resposta
      • Basta ver a cota do Botafogo e a nossa, que inclusive o presidente já vai pedir um adiantamento agora em dezembro, é impossível concorrer com os times com cotas superiores a 50 milhões! Enquanto a massa coral não aderir à campanha de sócios, sempre estaremos perdendo os nossos destaques, infelizmente!!!

        Publicar uma Resposta
        • A globo não tá adiantando cotas para ninguém, nem para os queridinhos. Se fizer para o Santa vai ser para depois enfiar goela abaixo o valor que quiser pagar, sem direito a barganhar aumento.
          Que o Santa pegue empréstimo em outro canto, pedir à globo é dar um tiro no próprio pé!

          Publicar uma Resposta
  35. Quero me reportar ao postado por Hélio Matos. Infelizmente, a doutrina religiosa de quaquer credo não pode e nem deve querer estender para o cenário político. Respeito todas as religiões, exceto às do mercantilizadores da fé, que “fabricam” milagres. Gosto de whisky mas não bebo nos estádios ainda que permitam. Que os evangélicos respeitem o direito de quem quer beber. Minha sugestão é de copiar o modelo americano: a venda de bebida é suspensa antes do início do último quarto de jogo; no caso do futebol, que fosse suspensa aos 30 minutos do segundo tempo.

    Publicar uma Resposta
    • Para evitar interpretação equivocada, retire do meu texto acima, a palavra Infelizmente.
      Sou agnóstico.

      Publicar uma Resposta
  36. Nao podemos medir esforços para renovar com JP, pois jogador com esse nível tecnico e inclusive bom carater é dificil!!!!

    Publicar uma Resposta
  37. Fiz as contas, mesmo que fiquemos em segundo não subiremos quase nada no ranking, ultrapassaremos apenas o ASA, ou seja, subiremos uma posição para 35º.

    Ano que vem, subiremos consideravelmente, e se nos mantivermos mais uma ano na série A, top 30 de certeza, talvez top 25.

    Publicar uma Resposta
  38. César, onde vc viu q o presidente vai pedir adiantamento? Assim é f…. se for pedir penico na tv, como vai barganhar aumento de cota? Assim ela vai pagar o que quiser…

    Herança de um 2014 ridículo.

    Mais do mesmo… infelizmente.

    Saudações Corais

    Publicar uma Resposta
    • Pensei a mesma coisa, Ricardo, sobre a moral da barganha.
      Mas, se for pensar direitinho é difícil mesmo, assim como foi para ALN em 2014.
      É vender o almoço pra comprar a janta, cobrir a cabeça com um cobertor que descobre os pés…

      Publicar uma Resposta
  39. Espero que o Santa Cruz jogue bem e vença o clássico nordestino contra o vitória, nesse próximo sábado. Vamos ao Arruda Família Tricolor, vamos apoiar o Mais Querida nessa grande festa do povo. O Tricolor pernambucano precisa do nosso apoio.

    Publicar uma Resposta
  40. Apenas a título de sugestão, acho que o anel inferior do Arruda deveria ser todo transformado em sociais, a exceção de um espaço móvel, atrás da barra da rua das moças, para a torcida adversária.Assim haveria mais um motivo para o torcedor se associar ao clube, o que gera uma renda perene. Para quem não tem condições financeiras de pagar a mensalidade, restaria o anel superior como opção. Precisamos ter pelo menos 30.000 sócios EM DIA.

    Publicar uma Resposta
  41. Huracán na final da Copa Sul-Americana 2015. Huracán é um time incomparavelmente menor dentro da Argentina do que o nosso Santa é no Brasil. Só deixa claro que se levarmos a sério, e conquistarmos a vaga a partir de sábado, temos como ir longe na Sula.

    Publicar uma Resposta
  42. A Penalty lançou uma camisa alusiva ao acesso, mas que, na verdade, é alusiva ao nosso rebaixamento em 2006, pois vestíamos um terceiro IDÊNTICO ao lançado agora. Inacreditável não terem pesquisado a história do clube antes do lançamento.

    Já deu de Penalty, né? Espero que ano que vem mudemos de fornecedor.

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/santa-cruz/noticia/2015/11/santa-cruz-jogara-com-camisa-comemorativa-diante-do-vitoria.html

    Publicar uma Resposta
    • Essa PENALTY é uma PIADA e ainda COPIAM DESCARADAMENTE um uniforme da FINTA.

      Vou começar aqui um movimento, SANTA CRUZ JOGUE DE AZUL E NÃO COM O UNIFORME REBAIXADO DE 2006! QUEM APOIAR DEIXE SUA MENSAGEM NESTE BLOG E EM OUTRAS REDES SOCIAIS!

      Publicar uma Resposta
  43. Foi cancelado o aumento, os ingressos permanecem 60 reais.
    Ouvi na rádio pela manhã que a parcial de vendas estava em 24.000.

    Publicar uma Resposta
  44. um dos motivos maior da queda da seire b sao

    horarios f d p uta de de jogo em dia de semana tem jogo cedo demais e jogo tarde demais

    mas o principal pra min é a crise tem muita gente desempregada vivendo de seguro desemprego

    qquer jogo no arruda o cara nao gasta menos de 50,00 pra quem ta sem emprego
    é barra

    Publicar uma Resposta
  45. SANTA CRUZ JOGUE DE AZUL E NÃO COM O UNIFORME REBAIXADO DE 2006 COPIADO DA FINTA! QUEM APOIAR DEIXE SUA MENSAGEM NESTE BLOG E EM OUTRAS REDES SOCIAIS!

    http://bit.ly/1Th6jcY

    Publicar uma Resposta
  46. Gente do blog avisa para Inácio e Laércio alertarem a diretoria de marketing sobre essa gafe da camisa do jogo de amanhã. Ainda dá tempo de evitar o vexame.

    Essa Penalty é uma piada, copiando a Finta de 2006 sem necessidade já que temos nossa camisa comemorativa azul.

    Publicar uma Resposta

Submeter um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *