Vamos à luta

Amanhã recomeçamos a luta. Todas as especulações, divagações, análises, expectativas, vão ser resolvidas já nos primeiros toques da pelota, no Mundão do Arruda. Será que o time vai entrar mordendo? Será que os novos contratados vão honrar o manto coral? Será que a massa coral vai estar virada no “mói de coentro”? Não sei. Já teve começo de campeonato que o Santa era o mais lascado, o mais quebrado do trio da capital, e foi pelas beiradas, aos poucos, e papou o campeonato. Quem vai? Espero que domingo, tenhamos um ótimo material para publicar neste velho blog, que por sinal vai caminhando para seus dez...

Leia Mais
Comentários zap-zapeanos sobre o jogo de ontem
jan23

Comentários zap-zapeanos sobre o jogo de ontem

“liguei ontem a noite. deu fora de área.” “fui pro jogo”. “jogo?” “sim. o amistoso”. “ah tá. o time da Ucrânia.” “não. lituanea” “como é o nome do time?” “sei não”. “foi bom?” “divertido” “???” “passei a noite rindo”. “aff. o jogo deve ter sido uma m..”. “fraco” “qto foi?” “1 a 1” “empate” “é. mas perdeu nos pênaltis. 11 a 10” “pênaltis?” “sim” “pq teve penaltis?” “sei não. nem o presidente sabia. Kkkk” “vixe”. “tu precisava ver o locutor” “?” “ficou repetindo, atenção torcida tricolor, atenção torcida tricolor. ehehe. E não dizia nada completava. ele tb não sabia” “meu deus” “teve pênaltis, porque tinha um troféu” “troféu?” “é” “bonito?” “kkkk. daqueles que vende na dantas barreto”. “sério?” “esposende. carol esportes. palácio dos esportes. kkkk” “kkkkk. É rir pra não chorar. que vergonha” “E quem perdeu o pênalti?” “danny moraes” “é novato?” “é. a turma tava chamando ele de danos morais” “kkkkk” “a gente começou a dizer que o santa cruz ia entrar nas pequenas causas” “kkkkkkkkkk” “estreou todo mundo? o goleiro tb?” “um bocado estreou. o goleiro é fraco. lembra de andré zuba?” “vixe” “e no time deles, alguém presta?” “tinha um negro que jogava bem” “ah tá. brasileiro, né?” “não. ele tava com a camisa 24. não era brasileiro” “kkkk”. “renatinho jogou?” “não. quem entrou foi memo” “memo? e essa desgraça ainda tá no santa?” “tá. quem quer aquela peste” “as meninas estão bem, né?” “estão”. “vou dormir. amanhã qdo tiver embarcando, aviso por aqui”. “ok” Ela mandou umas carinhas soltando beijos, uns corações e escreveu “saudades”. Mandei um “legal”, beijos e desejei boa noite! Aqui pra nós, não fosse a companhia de Esequias(o Pierre), Robson, Odilon e uma turma pra lá de espirituosa que estava perto da gente, eu não iria escrever uma linha sobre o jogo de ontem. Sim, tinha também, os meninos Thiago, que é filho de Odilon, e o sobrinho de...

Leia Mais
Sonhei que era jogador do Santa Cruz
jan20

Sonhei que era jogador do Santa Cruz

Desde menino, eu sempre gostei de futebol. De assistir e de jogar. Ainda pirralho, na faixa de uns 10 anos de idade, quando me perguntavam o que eu queria ser quando ficasse grande, eu respondia que seria jogador ou engenheiro. Mas minha carreira como jogador de futebol durou pouco tempo. Começou no colégio e terminou no time de Seu Gilson. Eu era da oitava série e, depois de participar dos jogos internos, o professor de educação física me indicou para o futebol de campo. Fui para lateral-direita. Mas achava um saco ficar treinando cruzamento na área, fazendo exercícios físicos, polichinelo, abdominal, marinheiro, essas coisas. Além disso, o técnico era um sujeito todo almofadinha, pedante e vivia dando esporro na gente. Quando um de nós fazia uma lambança, ele tinha mania de chamar a gente de mulherzinha. E eu tenho pra mim que aquele professor era frango. A turma contava que certa vez, ele deu uma carona para Ronaldo Ventão. No meio do caminho começou a puxar conversa de putaria e pegou no pau de Venta.  Além disso, Venta era titular absoluto da zaga. Era grosso para caramba, mas não perdia a posição pra ninguém. Saí do time porque num torneio, eu falhei na lateral e tomamos um gol no final da partida. Ele me chamou de mulherzinha. Eu mandei ele tomar no cu. Fui suspenso no colégio e cortado da equipe que disputou os jogos escolares. Joguei também no time do bairro. Eu tinha uns dezesseis anos. Quase toda tarde a gente jogava no campinho que tinha perto da minha casa. O campo ficava na frente do bar de Seu Gilson. O futebol era o tira-gosto principal do bar. Ele torcia para o Santa Cruz, era aposentado e tinha sete filhos. Eram duas mulheres. Dos homens, três jogavam bola. Os outros dois não podiam jogar. Um era aleijado, tinha uma perna fina, e o outro era abilolado. Diziam que quando ele quando, levou uma pancada na cabeça e ficou com problemas mentais. Aí, Seu Gilson fez um time e me convocou para jogar. Ele era treinador e presidente ao mesmo tempo. E o treino era uma beleza. Dávamos algumas voltas ao redor do campo, formava-se dois times e a bola rolava até escurecer. No domingo pela manhã, sempre tinha algum amistoso. Uma vez, ele inventou de inscrever o time num campeonato no Ibura de Baixo, perto do Sesi. Fomos para final e o pau cantou. Nesse jogo, quase quebro o tornozelo. Tive que usar uma bota de gesso por bastante tempo e ficar ouvindo reclamações da minha mãe. Depois disto, nunca mais eu quis compromisso com futebol. Gosto mesmo...

Leia Mais
Pré-temporada do Blog do Santinha
jan15

Pré-temporada do Blog do Santinha

Amigos corais, a exemplo do nosso amado, idolatrado, louvado e centenário Santa Cruz, fizemos uma reunião de avaliação, no Pátio da Santa Cruz e decidimos que é fundamental a torcida fazer uma pré-temporada. Os cronistas corais também. Não podemos chegar ao primeiro jogo do amo fora de forma ou sem ritmo de jogo. Por isso, estamos de volta à temporada 2015 do Blog do Santinha. O novo time Não posso comentar sobre as contratações, treinamentos, os que estão em fase de negociação, porque cada ano é um mistério a ser resolvido. Qual será o time do Santa deste ano que chega? Isso, nem o pai Bené de Ogum sabe. Quem imaginava, por exemplo, que na época das vacas magricelas nós conseguiríamos um tricampeonato em cima do principal rival, sendo duas decisões na casa deles? Quero que seja um time pegador, marcador, raçudo, que não deixe o adversário nem respirar em campo, e que tenhamos um matador lá na frente. E não esqueçamos que teremos dois amistosos pela frente, precisamos chegar junto. Dim dim Uma boa notícia é que, com o bom resultado do Santa na Timemania, temos R$ 350 mil por mês para manter o salário da galera em dia. Minha Cobra Em entrevista à rede norteamericana CNN, o cronista Gerrá Lima disse que a Troça Carnavalesca Etílica Minha Cobra, Minha Vida” está garantida no Carnaval de 2015. Foram inúmeras tentativas negadas de patrocínio, mas a turma botou quente e já está tudo encaminhado. As camisas já estão sendo pintadas e a orquestra vai sair pelas ruas de Olinda pegando fogo. TV Coral e programa de debates Os integrantes deste Blog foram convidados para ter uma mesa redonda da TV Coral, e os procedimentos burocráticos estão nos detalhes finais (Gerrá pediu luvas bem altas e uma zabumba nova e Inácio cismou de querer que os dois filhos também participem, para aumentar a renda familiar), e devemos começar já no final de janeiro. De formas que vamos ao glorioso ano de 2015, em busca de mais um título estadual e de mais outro nacional, o de campeão da Série B, para finalmente entrarmos em 2016 na série A. E que os deuses do futebol estejam com o manto...

Leia Mais
Que venham outras campanhas
jan06

Que venham outras campanhas

A pessoa me ligou, era perto do meio-dia. Eu nem estava lembrado que as apostas da Timemania haviam se encerrado. Na minha cuca, as lotéricas aceitariam jogos até o fim do dia. “Gerrá, tudo bom?! Desculpa não ter atendido a tua ligação ontem. Quando vi tua chamada, já passava das onze da noite”. Antes que eu falasse algo, completou. “Mas deixa eu te dar uma ótima notícia: ficamos em vigésimo na Timemania. Conseguimos”. Do lado de lá, a voz era uma mistura de felicidade, satisfação e orgulho. A voz era emoção pura. Do lado de cá, confesso que comemorei como se fosse um golaço, daqueles feito ao final do segundo tempo, que garante a vitória num jogo decisivo e leva a torcida ao delírio. De um tempo pra cá, me juntei a figuras como Milton Jr, Esequias Pierre e meus comparsas aqui do Blog, Inácio e Samarone, e virei um fanático por soluções que ajudem a tirar nosso Clube do buraco financeiro no qual ele foi jogado.. Falou em ajudar ao clube, essa turma que citei não mede esforços. Esequias, por exemplo, é capaz de acordar no meio da madrugada para postar algo nas redes sociais em favor do nosso Santa Cruz. Nessa campanha da Timemania, o bicho usou o facebook para pedir de presente de aniversário, cartões da Timemania que tivessem o Santa Cruz como time do coração. Já Samarone, encheu a bolsa de bilhetes e saiu distribuindo pelas ruas do Recife. De porteiro de prédio a garçon de bar, bastava o sujeito dar alguma pista que era tricolor coral santacruzense das bandas do Arruda, que Sama tirava um bilhetinho e entregava para o cidadão. Algo me diz que o novo Presidente é um cabra obcecado quando o assunto tem alguma coisa a ver com minimizar nossas dívidas. Até agora é isso que ele tem mostrado. Foi a primeira vez que vi um presidente do Santa, dar carga total nessa história de Timemania. Antes era tudo meia boca. Era como se não acreditassem que era possível ou não dessem a devida importância para os objetivos dessa loteria. Meus amigos, o que não falta é pano pra manga em relação a campanhas promocionais para incentivar nossa torcida a jogar na Timemania. Ingressos em jogos, camisas oficiais, jantar com ídolo, tour pelo clube, encontro com o presidente, desconto em mensalidade e por aí vai. E, lógico, passar os 365 dias do ano batendo nessa tecla da Timemania. As redes sociais estão aí, não precisa pagar por espaço de publicidade, muito menos dar jabá a jornalista para falar do assunto. Que Alírio não perca o foco e faça mais. E que...

Leia Mais