Destrocando as bolas

Amigos blogueiros, foliões, etc e tal. Tem gente confundindo as coisas e trocando as bolas quando falam da farra que faremos no próximo sábado, a partir do meio-dia, no Pátio de Santa Cruz. O que vai acontecer no local onde nosso querido clube foi fundado é uma prévia carnavalesca da Troça Minha Cobra. Troça Carnavalesca Mista Ofídica Etílica Erótica Minha Cobra. A festa(prévia) é uma ação extraoficial. Uma iniciativa nossa. Uma homenagem que estamos fazendo ao centenário do nosso clube, pois tradição da gente é apenas sair durante o carnaval de Olinda, na segunda-feira pela manhã. Para quem estar chegando agora, desde o carnaval de 2006, de maneira independente, anárquica e inusitada, na base de vendas de camisas e alguns apoios/patrocínios, colocamos a Minha Cobra nas ladeiras do sítio histórico de Olinda, arrastando a multidão com muito frevo e colorindo a segunda-feira de carnaval com as cores preto-branco-encarnado. Sim, e para não perder o embalo, quem quiser e puder nos ajudar, é comprar a camisa(R$ 30) e o CD da Minha Cobra(R$20). Para isto, podem entrar em contato com: Robson Sena:  81-91338575 (robsonsena1@gmail.com) Gerrá Lima: 81-9976.8985 (gerralima@gmail.com) Esequias Pierre: 81-8755.4440 (esequiaspierre@hotmail.com) Thiago Souza: 81-8560.4938 (thiagodosanjos@gmail.com) Claudemir Pereira: 81-9454.2945...

Leia Mais

Festa do Centenário? Deixa que Minha Cobra faz

É o seguinte: no dia 1º de fevereiro, no pátio de Santa Cruz, vai ter farra, vai ter música, vai ter Valmir Chagas, vai ter prévia de carnaval, vai ter lançamento do CD da Minha Cobra. Enfim, vai ter festa do centenário. A nossa festa do centenário, a festa feita pela torcida, informal, mundana, safada, sem discurso e sem reza. A farra vai começar no início da tarde, mas vai pegar fogo quando o sol tiver mais comportado. Essa semana, os blogueiros e os organizadores da troça vão vender o kit de CD + camisa por R$ 50,oo para custear as despesas com músicos e palco. Depois, cada um pode comprar o que quiser separadamente. Quem quiser comprar o kit, pode entrar no facebook de Esequias Pierre, Claudemir Pereira, Geraldo Lima Jr ou no de Inácio França e combinar de fazer o pagamento e pegar o CD e a camisa. Por sinal, a camisa da troça no ano do centenário foi feita por uma tuia de crianças. Os pirralhos fizeram desenhos respondendo à pergunta “Para você, o que é torcer pelo Santa Cruz?”. Depois, o artista plástico Breno Melo (o protagonista dessa crônica aqui), juntou os desenhos, organizou tudo e deu forma final à ilustração da camisa. O CD, por sua vez, tem músicas do compositor de sambas e frevos Bráulio de Castro interpretadas por Valmir Chagas, o Véio Mangaba. Algumas faixas são releituras de músicas do CD Veneno da Cobra Coral, de 2004, mas a maioria são inéditas, incluindo o Samba de Caça-Rato e o Hino da Minha Cobra. O projeto gráfico da capa e do encarte é assinado por outro profissional tricolor, o senhor Sebba Cavalcanti, o maior designer de Pernambuco(2,02 m de altura).          ...

Leia Mais
De alma lavada
jan18

De alma lavada

O dia 3 de novembro de 2013 marcou a retomada do Santa Cruz. O time voltou à uma divisão que tem o mínimo da dignidade que o clube merece. Como sempre, a torcida coral esteve lá para acompanhar. Lotou o Arruda. Este é um relato do acesso visto da arquibancada, do meio do povo, do que verdadeiramente é o Santa Cruz.

Leia Mais

Caruaru, aí vamos nós! E a preliminar é no Tricolaço.

A semana começou assim. Um telefonema para meu sogro, avisando que iremos para o jogo no Lacerdão. No nosso plano de voo, faremos uma escala na ida e outra na volta lá na casa dele, em Bezerros. Ligo o notebook e vou checar a caixa de entrada do meu correio eletrônico. Encontro uma mensagem de Micrurus. Queria saber sobre contatos com Besta, Sprinter, Vans, etc. A turma do condomínio de Sérgio Azevedo está combinando para subir a Serra das Russas e invadir Caruaru no próximo sábado. Mas abaixo, tem três e-mails de Samarone. Lapa de doido é ali. Ao invés de consolidar tudo num só, o bicho manda um bocado de mensagens tratando da mesma coisa. O primeiro era: “Frangolino, tu vai?”. Uns seis minutos depois, ele manda outro: “Vamos alugar um micro-onibus, fala com Naná!”. O terceiro dizia assim: “Tou pensando em ir já na sexta-feira. Topas?”. No WhatsApp um colega sugere que a concentração seja no Alto do Moura, à base de aguardente e carne do bode assada. Logo em seguida, uma ligação para o telefone de Inácio. O miserável não atendeu, aí enviei um recado pelo facebook. Desligo minhas conexões e me mando para o trabalho. O trânsito está tranquilo e calmo. Boa parte da cidade viajou de férias e levou junto os engarrafamentos para passear. O rádio fala sobre mobilidade e o taxista comenta que essa bronca só se resolve com transporte público confortável. Me vem o jogo de domingo à cabeça. Quatro mil, dez mil, quinze…., sei lá! Só sei que a 232 vai ficar entupida de preto-branco-encarnado. Já são quase 11 horas da manhã. Chega uma messagem no celular, é Inácio dando sinal de vida. “Tudo certo pro lançamento. Ligo depois”. Se eu já não estava conseguindo me concentrar direito, o jogo do Santa tomou conta do restinho de espaço que ainda havia no meu cérebro. Entro na minha caixa de correio eletrônico. Mais dois e-mails de Samarone. “Falasse com Naná?”, era um deles. “Liga pra mim” era o outro. Liguei foi para Inácio. “Puta que pariu, tás conseguindo trabalhar?” – ele atendeu. “Fale não! É só o Santa Cruz na minha cabeça” – respondi. E aí, o presidente do Blog confirma que faremos o lançamento dos dois primeiros volumes da triologia do Blog do Santinha, na capital do forró, no próximo sábado, a partir do meio-dia, no Bar e Restaurante Tricolaço. Ainda não sei exatamente onde fica o bar, mas pelo que um amigo falou, o Tricolaço é perto do Lacerdão. Só sei que antes do nosso jogo de estreia na Copa do Nordeste, a gente vai fazer a preliminar no Tricolaço,...

Leia Mais
Santa Cruz – Programa Especial
jan11

Santa Cruz – Programa Especial

Este vídeo foi produzido pela SportTV e contém entrevistas com Rodolfo Aguiar.

Leia Mais